História – 20 Anos!

20 anos de sabores da Itália

Em 22 de setembro de 2000, o Chef Renato Chiantelli inaugurava a Dopo Lavoro no número 509 da rua Cananéia – hoje conhecido como o pedacinho da Itália na Vila Prudente.
Chiantelli sempre gostou de frequentar as tradicionais cantinas de São Paulo e inspirado nos pratos, começou a reproduzir em casa. Depois passou a cozinhar para grupos de amigos – que sempre o incentivavam a abrir um negócio. “Até que um dia atendi 20 pessoas em um jantar, preparando tudo praticamente sozinho. Foi quando senti confiança para tocar meu próprio restaurante”, destaca.
O nome já estava na cabeça. “Em 1993 fui à Itália com o meu pai, fazia 33 anos que ele não voltava à região onde nasceu. Em um passeio pela vila de Quiesa, na Província de Lucca, ele me mostrou um comércio que frequentava na juventude e se chamava Dopo Lavoro. Achei um nome muito expressivo, inclusive a sonoridade. Pensei: se um dia tiver um restaurante, o nome será Dopo Lavoro”, lembra.
Desde o ano passado, a cantina passou a se chamar Stazione Dopo Lavoro, inspirada nas estações de trem do interior da Toscana. Ganhou uma fachada temática que inclui a simulação de trilhos na calçada e o famoso parklet “La Locomotiva”.
O ponto pertence à família Chiantelli desde 1954. O pai do chef, o Sr. Salvatore, foi um açougueiro nascido em Toscana, na Itália. Na Vila Prudente, onde se estabeleceu e criou a família, montou uma Casa de Carnes e anos depois, passou a funcionar também como mercearia. “Em 1999, já estava com mais idade e o comércio consumia muito do seu tempo. Então começamos a tocar a ideia de montar a primeira cantina de Vila Prudente – um bairro fundado por italianos como ele, com várias ruas com nomes italianos, mas que ainda não tinha uma trattoria. Ele me ajudou muito nesse projeto”, conta o Chef que no início teve sociedade com a irmã Rita Chiantelli. Hoje o Chef Renato Chiantelli  comanda o restaurante com o seu filho, o Sous Chef Lucca Salvatore.

Em abril de 2000, já com a inauguração da Dopo Lavoro prevista para dentro de alguns meses, o Chef Chiantelli voltou à Itália para fazer uma imersão gastronômica. “Voltei muito diferente dessa viagem. Foi uma experiência enriquecedora”, ressalta. “Passados 20 anos, mantemos até hoje esse atendimento familiar e a culinária de raiz, porque não fazemos pratos gourmet. Buscamos uma culinária mais autêntica, antiga, das mamas. Tudo pensado para proporcionar uma experiência de realmente fazer as pessoas se sentirem na Itália. Sinto orgulho quando algum cliente fala: você me fez lembrar da minha nona!”, define o Chef.